Prolar e Minha Casa Minha Vida: o que diferencia esses programas?

prolar-e-minha-casa-minha-vida-o-que-diferencia-esses-programas

Os dois programas hoje andam unidos, mas antes precisamos explicar suas origens. A Companhia de Habitação de Ponta Grossa (Prolar) criada em 1989 tem como principal objetivo equacionar o déficit habitacional de Ponta Grossa.

Já o Minha Casa Minha Vida foi lançado em março de 2009 pelo Governo Federal. O programa auxilia famílias com renda entre 1,8 mil reais até 7 mil para que financie um imóvel sem que esse valor prejudique no orçamento mensal.

Entendendo melhor os programas podemos dizer que hoje eles andam juntos. Há alguns anos a Prolar deixou de realizar o atendimento com famílias de baixa renda, essa mudança aconteceu em função do Minha Casa Minha Vida.

Afinal, qual o papel de cada um na hora de conquistar minha primeira casa?

Atualmente a Prolar atuar com um órgão intermediário que auxilia na conquista da primeira moradia, assim ela busca a viabilidade econômica de projetos habitacionais. Apesar disso todas as pessoas cadastradas junto ao órgão são incluídos nos programas habitacionais disponíveis.

A Prolar elabora planos e programas para que sejam soluções no problema habitacional de Ponta Grossa. A entidade também recebe os recursos destinados à construção de casas populares e loteamentos habitacionais.

O Minha Casa Minha Vida fica na outra ponta auxiliando o acesso da casa própria por meio de condições facilitadas de financiamento e com taxas de juros acessíveis, pois o Governo Federal atua como coordenador do programa.

Se você já ficou na dúvida onde comprar seu imóvel saiba que a Prolar e Minha Casa Minha Vida são diferentes. Um traz o acesso a casa própria (Minha Casa Minha Vida), já o outro (Prolar) está como apoio para que os projetos de moradia sejam executados na cidade.